Fake News

Para os perdidos

Fake news, desinformação, pós-verdade. Esses termos têm similaridades, mas cuidado, eles não são a mesma coisa. Fake news diz respeito a notícias falsas (mas que aparentam ser verdade), distribuídas principalmente nas redes sociais, com títulos chamativos, texto curto e afirmações fortes.

Tentando se mostrar confiáveis, elas partem principalmente de sites ou fanpages com nomes que remetem ao padrão usual de veículos de comunicação. São mentiras fabricadas e boatos criados com o objetivo de enganar, legitimar um ponto de vista ou prejudicar uma pessoa ou grupo (geralmente figuras públicas).

As fake news são um tipo de desinformação, mas nem toda desinformação é uma fake news. Também são consideradas desinformação, porém não são fake news, as informações fora de contexto, como texto, imagem ou áudio verdadeiro, porém antigo ou publicado apenas parcialmente, dando um sentido diferente ao original. A sátira, quando não entendida como humor, também pode ser uma desinformação.

Já a pós-verdade, eleita a palavra do ano em 2016 pelo Dicionário Oxford, é, segundo o próprio dicionário, “um substantivo que se relaciona ou denota circunstâncias nas quais fatos objetivos têm menos influência em moldar a opinião pública do que apelos à emoção e crenças pessoais”.

Significa que a busca pela verdade ficou para trás. Que as pessoas passam a acreditar com base na emoção e nas suas ideologias. Elas optam por, dentre várias informações, aceitar como verdade aquela que mais as satisfaçam, segundo seus universos.

É bom lembrar que notícias falsas sempre existiram! Só que com a chegada da internet, o avanço da tecnologia e o crescimento de aplicativos de compartilhamento de informações, sua disseminação cresceu muito.

Um estudo produzido pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) aponta, por exemplo, que uma notícia falsa tem 70% mais chances de ser compartilhada no Twitter do que uma verdadeira. Já uma história real demora seis vezes mais tempo para atingir 1,5 mil usuários do que uma falsa.

Nosso propósito é conectar as pessoas à informação de qualidade, para que elas tomem as melhores decisões para si e para o mundo.

Copyright © 2020 | Newspass