Vidas Negras Importam

Para os perdidos

O movimento Black Lives Matter nasceu em 2013, nos Estados Unidos, com o uso da hashtag #BlackLivesMatter em mídias sociais, em resposta à absolvição do assassino de Trayvon Martin, George Zimmerman. Mas o movimento ganhou força e passou a ser reconhecido, em 2014, por suas manifestações de rua após a morte de dois negros – Michael Brown e Eric Garner – vítimas da violência policial.

Imobilizado por um policial branco com um mata-leão, Eric Garner gritou que não conseguia respirar. O policial não afrouxou o golpe, causando uma crise de asma que levou Garner à morte. Toda a ação foi filmada por testemunhas. Já Michael Brown foi morto, aos 18 anos, após ser alvejado por um policial. Ele não portava armas e não possuía nenhum antecedente criminal.

O Black Lives Matter surge, então, como uma forma de denunciar a maneira agressiva que policiais americanos tratam vidas e corpos negros, reivindicar justiça, e trazer luz à desigualdade racial no sistema de justiça criminal dos Estados Unidos.

Seis anos depois, em 2020, a morte de George Floyd trouxe à tona o movimento. Floyd morreu sufocado após ter seu pescoço pressionado pelo joelho do policial Derek Chauvin por 8 minutos e 46 segundos. Apesar de Floyd ter repetido várias vezes que não conseguia respirar e dos pedidos de quem testemunhava a cena, o policial não cedeu. Mesmo em meio à pandemia de coronavírus, milhares de americanos foram para as ruas protestar.

Em poucos dias, o movimento ativista antirracista extrapolou as fronteiras americanas e ganhou o mundo. Milhares de pessoas, em pelo menos 75 cidades, foram para as ruas lutar contra o racismo estrutural e a violência policial. No Brasil os protestos lembraram principalmente a morte de João Pedro (menino de 14 anos morto baleado dentro de sua própria casa, no Rio de Janeiro, por um policial), e ganharam outras bandeiras, como o antifascismo, a importância da representatividade negra e a luta pela democracia.

Nosso propósito é conectar as pessoas à informação de qualidade, para que elas tomem as melhores decisões para si e para o mundo.

Copyright © 2020 | Newspass